ENÉAS LOUR É ATOR, DRAMATURGO, CENÓGRAFO E DIRETOR TEATRAL

28 de ago de 2010

PTERODÁTILOS



‘É uma época difícil.
Estamos todos sob muita pressão.
O nosso filho está doente.
Tem uma coisa morta enorme embaixo da sala de jantar’

Quando o ator Marco Nanini,
o diretor Felipe Hirsch e o produtor Fernando Libonati
se reuniram para discutir que peça
montariam este ano, os três traziam a mesma proposta:
remontar ‘Pterodátilos’
texto do americano Nicky Silver
que reuniu pela primeira vez o trio
há oito anos e ganhou o prêmio APCA
de Melhor Espetáculo de 2002.


FICHA TÉCNICA
Texto de Nicky Silver

Direção: Felipe Hirsch
Com Marco Nanini, Mariana Lima,
Álamo Facó e Felipe Abib
Cenografia e direção de arte: Daniela Thomas
Figurinos: Antonio Guedes
Iluminação: Beto Bruel
Produção: Fernando Libonati
Realização: Pequena Central de Produções Artísticas


SINOPSE

O espetáculo é uma comédia negra absurda
sobre a extinção de uma família,
e por extensão, da espécie.
Através dos arquétipos da família,
o autor - Nicky Silver - mostra
os limites aonde o ser humano consegue chegar,
sua decadência cultural e espiritual.
Ele denuncia a degradação humana com muito humor.
Assim, mexe de maneira audaciosa
com basicamente todas as disfunções familiares
e com as convenções sociais
traçando um retrato das anomalias contemporâneas.

TEMPORADA
 Estreia quinta-feira - 02 de setembro
no Teatro das Artes, em São Paulo.



OS CARAS
Felipe Hirschtrabalhou com Marco Nanini
em Os Solitários, de Nicky Silver
e em A Morte de um Caixeiro Viajante,
de Arthur Miller.

Beto Bruel é considerado
“o gênio da lâmpada”.
O iluminador paranaense é um dos
mais premiados artistas cênicos do Brasil
e, recentemente, recebeu o
Prêmio Word Stage Design
pela criação da iluminação da peça
“Não Sobre o Amor” dirigida por Felipe Hirsch.

Além desse prêmio mundial
Bruel detém 07 indicações e 03 Prêmios Shell
além de 23 Troféus Gralha Azul no Paraná.

"O GÊNIO DA LÂMPADA"


Nenhum comentário: